“Eu celebro a mim mesmo” (Walt Whitman)

asabedoria.jpg

A esperança não murcha, ela não cansa, também como ela não sucumbe a crença. Vão-se sonhos nas asas da descrença, voltam sonhos nas asas da esperança.
Augusto dos Anjos

A esperança é o derradeiro mal; é o pior dos males, porquanto prolonga o tormento.
Friedrich Nietzsche

Aprendi com as Primaveras a me deixar cortar para poder voltar sempre inteira.
Cecília Meireles

Deixarás de temer quando deixares de ter esperança.
Séneca

Falar mal dos outros agrada tanto ás pessoas que é muito difícil deixar de condenar um homem para comprazer os nossos interlocutores.
Léon Tolstoi

É-me difícil deixar Paris porque vou-me separar dos meus amigos; e também me é difícil deixar o campo porque assim vou-me separar de mim mesmo.
Joseph Joubert

———————–
Abraço de Deus

É uma avó que conta que certo dia sua filha lhe telefonou do pronto-socorro. Sua neta, Robin, de apenas seis anos, tinha caído de um brinquedo no pátio da escola e havia ferido gravemente a boca. A avó foi buscar as irmãs de Robin na escola e passou uma tarde agitada e muito tensa, cuidando das crianças, enquanto aguardava que a filha retornasse com a menina machucada. Quando finalmente chegaram, as irmãs menores de Robin correram para os braços da mãe.

Robin entrou silenciosa na casa e foi se sentar na grande poltrona da sala de estar. O médico havia suturado a boca da menina com oito pontos internos e seis externos. O rosto estava inchado, a fisionomia estava modificada e os fios dos cabelos compridos estavam grudados com sangue seco.

A garotinha parecia frágil e desamparada. A avó se aproximou dela com o máximo cuidado. Conhecia a neta, sempre tímida e reservada.
- Você deseja alguma coisa, querida?, perguntou.

Os olhos da menina fitaram a avó firmemente e ela respondeu:
- Quero um abraço.

À semelhança da garotinha machucada, muitas vezes desejamos que alguém nos tome nos braços e nos aninhe, de forma protetora. Quando o coração está dilacerado pela injustiça, quando a alma está cheia de curativos para disfarçar as lesões afetivas, gostaríamos que alguém nos confortasse. Quando dispomos de amores por perto, é natural que os busquemos e peçamos: “Abrace-me. Escute-me. Dê-me um pouco de carinho”. Contudo, quando somos nós que sempre devemos confortar os outros, mais frágeis que nós mesmos, ou quando vivemos sós, não temos a quem pedir tal recurso salutar”

———————-

Amor no Coração

Certa vez, perguntei para o Ramesh, um de meus mestres na Índia:
- Por que existem pessoas que saem facilmente dos problemas mais complicados, enquanto outras sofrem por problemas muito pequenos morrem afogados num copo d’água?

Ele simplesmente sorriu e me contou uma história.

Era um sujeito que viveu amorosamente toda a sua vida. Quando morreu, todo mundo lhe falou para ir ao céu, um homem tão bondoso quanto ele somente poderia ir para o paraíso. Ir par ao céu não era tão importante para aquele homem, mas assim mesmo ele foi até lá.

Lá chegando a moça o recebeu deu uma olhada rápida nas fichas e, como não viu o nome dele na lista, lhe orientou para ir ao inferno. E, no inferno, ninguém exige crachá nem convite; qualquer um que chega é convidado a entrar. O sujeito entrou e foi ficando… Alguns dias depois, Lúcifer chega furioso às portas do paraíso para tomar satisfações com São Pedro:

- Isso que você está fazendo é puro terrorismo!!

Sem saber o motivo de tanta raiva, Pedro pergunta do que se trata. Um transtornado Lúcifer responde:
- Você mandou aquele sujeito para o inferno e ele está me desmoralizando. Chegou escutando as pessoas, olhando-as nos olhos, conversando com elas. Agora está todo mundo dialogando, abraçando-se, beijando-se. O inferno não é lugar para isso! Por favor, traga esse sujeito para cá!

Quando Ramesh terminou de contar esta história, olhou-me carinhosamente e disse:
- Viva com tanto amor no coração que se, por engano, você for parar no inferno, o próprio demônio lhe trará de volta ao paraíso.

————————

Um Amigo

Um velho voltou-se para mim e perguntou:
- Quantos amigos você tem?

- Uns dez ou vinte por quê?

… Ele levantou-se com esforço e tristemente agitou a cabeça…
- Você é uma garota de sorte para ter tantos amigos _ disse ele.

Existe uma coisa que você não sabe, um amigo não é apenas alguém para quem você diz “olá”… Um amigo é um ombro tenro no qual se chora suavemente… Um poço para levantar seu espírito bem alto…

Um amigo é uma mão para te puxar para fora da escuridão e do desespero Quando todos os outros “supostos” amigos ajudaram a te colocar lá. Um amigo verdadeiro é um aliado que não pode ser movido ou comprado … uma voz que deixa seu nome vivo quando outros o esquecem…

Agora me responda mais uma vez .. Quantos amigos você tem ????”

E então ele se levantou e me olhou esperando a resposta … Suavemente respondi:
- Se eu tiver sorte … Eu terei você!!

———————–

A Estrelinha

Estava Deus olhando o universo e contemplando sua criação, verificando se tudo estava correndo bem. Em certo ponto de sua caminhada, deparou-se com uma de suas estrelas, num choro compulsivo.

Com certa tristeza, aproximou-se e perguntou docemente:
- Por que choras, minha filha?

A pobre estrela, aos prantos, mal conseguia falar :
- Sabe, meu Pai… Estou triste…não consigo achar uma razão para a minha existência…O sol, com toda a sua magnitude, fornece calor, luz e energia às pessoas… As estrelas cadentes, incentivam paixões e sonhos… Os cometas, geram dúvidas e mistérios… E eu, aqui… parada…

Deus ouviu tudo atentamente… com doçura e paciência, decidiu explicar à estrela os porquês, porém, foi interrompido por uma voz, que vinha de longe…

Era uma criança, que caminhava com sua mãe, em um dos planetas da região…

A criança dizia à sua mãe:
- Veja mamãe! O dia já vai nascer!

A mãe ficou meio confusa… como podia, uma criança, que mal sabia as horas, saber que o sol já nasceria, mesmo estando tão escuro e perguntou: – Como você sabe disso, meu filho?

- Veja aquela estrela! Papai me disse que ela anuncia o novo dia. Ela sempre aparece pouco antes do sol, e aponta o lugar de onde o sol vai sair.

Ouvindo aquilo, a estrela pôs-se a chorar… e Deus, calmamente lhe falou:
- Podes ver? Sabes agora, o motivo de tua existência? Tudo o que criei, fiz por alguma razão de ser. És a estrela que anuncia o novo dia.. e com o novo dia, renovam-se as esperanças, os sonhos… serves para orientar os homens, para onde caminhar… ao te ver, sabem que não estão perdidos, pois sabem qual o seu destino.

A estrela ouviu tudo atentamente… sentiu uma alegria celestial invadindo sua vida… e a partir de então, ela brilhou cada vez mais, pois sabia que era importante e indispensável ao ciclo da vida.

Assim somos nós…. todos temos uma razão para estarmos aqui… mesmo que ainda não saibamos qual é exatamente esta razão, devemos viver a vida intensamente, semeando amor e espalhando alegrias… Só assim, a estrela que habita em nossos corações brilhará mais forte, iluminando a todos que estão à nossa volta…. e principalmente a nós mesmos… a nossa vida!!!

About these ads
Esse post foi publicado em Grãos de Sabedoria, Mensagens. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s